MEB – O primeiro Prêmio da Música Eletrônica .

MEB – O primeiro Prêmio da Música Eletrônica .

A Associação de DJs do Paraná ,  presidida por Sandro Tanck , juntamente com o apoio  do Jornal Folha do Batel ,da Radio on line Sunset Globo , reuniram se no Canal da Musica em setembro de 2013 ,  para  promover  o Prêmio MEB (Musica Eletrônica Brasileira) .

Um incentivo na cultura brasileira, para celebrar a diversidade da música eletrônica com seus vários estilos ,  em  reconhecimento aos  profissionais da cena eletrônica como; Djs, produtores de música eletrônica e promoter´s.

Atualmente são mais 20 milhões de jovens brasileiros que tem como preferência a música eletrônica . Entre os homenageados se destacaram:

Anderson Noise

Pioneiro e criativo, com seu estilo Tecno , esse mineiro de Belo Horizonte   já se apresentou em mais de 32 países, lançou 53 singles e EPs, 2 DVDs, 9 compilações em CD e 55 releases por sua gravadora  Tem um programa semanal de rádio,  que soma 569 edições, difundido em 24 estações de rádio em 14 países, além do programa de TV Interferência , transmitido pela PLAY TV todas as sextas-feiras às 23, . já  participou em 3 edições do festival Rock In Rio , em 2001, 2004 em Lisboa e recentemente dia 14 de setembro  na Tenda Eletrônica , tocou em todas edições do festival Skol Beats. Em seus 25 anos de carreira, rodou 11 videoclipes e sua música “Homem-Cachorro” entrou na trilha do comentado filme “O Passado”, do diretor Hector Babenco.

Rica Amaral

Mentor da festa de Psytrance XXXPerience, está na cena eletrônica desde de 1995, quando trocou os consultórios odontológicos e o motorzinho pelas pick-ups.

Possui um álbum denominado Rave XXXperience. Seu set geralmente apresenta uma progressão, que começa do psy trance mais primitivo, com batidas secas e synthers obscuros, chegando até o Full On, que é a vertente mais dançante do psytrance com synthers harmoniosos e fáceis de ouvir.

É considerado um dos maiores artistas da cena eletronica brasileira. Eleito melhor DJ de trance por quase 10 anos consecutivos em veículos consagrados de mídia como Folha de São Paulo, Estado de São Paulo, Dj Sound, etc. O DJ esteve presente nos mais importantes eventos de música eletrônica, tais como: XXXperience, Skol Beats, Rock in Rio, Free Jazz Festival, BMF, Ceara Music, Planeta Atlântida, Creamfields, Coca Cola Music, Trancendence, etc no Brasil e Fusion Festival, Arvika Festival, FullMoon Festival, Antharis, Boom Festival, Love Parade, Voov Xperience, Shiva Moon Festival, Liquid Time, entre outros na Europa.

Alexandre Gavinha

Considerado uma das figuras mais presentes na cena do Sul do Brasil,  foi professor da AIMEC Balneário Camboriú,  no quesito ”organização de eventos”. já realizou as melhores festas com marcas mundiais, como Ministry Of Sound, Hed Kandi, Studio 54, Café del Mar, Buddha Bar, Ibiza Global Radio, Dance Paradise, House Beach, e muitos outros. Possui um case sempre recheado de novidades e tendências de vanguarda, seguindo uma linha da House Seu conceito “sexy-cool” de alto-nível musical e energia alto-astral é especialmente dedicado aos amantes da música eletrônica mais elaborada. Ele também fez parte do projeto SAX FASHION, em parceria com o saxofonista André Deschamps, executando uma performance incrível misturando influências do jazz e soul junto com os grooves e beats eletrônicos.

DJ Tanck

Adepto  da  vertente do rock in roll , foi  um dos únicos DJs  a tocar com vinil, eleito pela revista Rock Brigde como  melhor de Dj de Rock do Brasil.

Numa carreira que soma 28 anos de experiência esse Curitibano  , Já abriu  shows de  lendas do rock como : Kiss, Motor Head, no Brasil e Buenos Aires , utiliza  ELETRO-ROCK-GOSPEL-DANCE em suas pick-ups .

Big Fish

Num total de mais de 100 eventos entre pequenos projetos, eventos, e grandes “raves”, esse  núcleo de festas e eventos itinerantes  atua no segmento da música eletrônica desde o ano de 2000.

A sonoridade do início deste novo século era o Techno,  esse núcleo  procurou  trazer o que tinha de melhor na cultura eletrônica européia., e com  o passar dos anos, o Big Fish  foi implementando as sonoridades da House Music, cujo o  objetivo do projeto foi sempre  trabalhar com sons de vanguarda e novas tendências

O grupo é formado por três disc-jóqueis da cidade de Curitiba, todos curitibanos, especializados na cultura e música eletrônica underground. São eles: Rafael Araujo, Ilan Kriger e Rafael Gadotti

Alie Afro Futurista

Reconhecido como MC MC/ToaSter da HAZEDUB , o Alie Afroturista há 9 anos esse  é o DJ que usa sua própria sonoridade como identidade difundi   a raiz bass music em Curitiba e pelo Brasil , fazer letras cantadas em português mesclando com varias estilos dentro do seguimento Bass Musiccomo o  DUBSTEP, DUB  e  RAP

DJ Edson Nunes

Iniciou  sua carreira , na era Disco no clube Amnésia de Curitiba ,DJ com 29 anos de carreira, na Categoria da “Dance Music” e  “House Music”. Atualmente  atua  no estilo  da “Latin Music Ambient”, alem de uma  expressiva participação na “Psyquedelic Scene and Drum’n’Bass Music” no Brasil.

Seu objetivo maior fazer as pessoas dançarem, sua frase : O meu amor a “dance music” não é maior ao que sinto pelas pessoas do “dance floor”.

 DJ Bibba Pacheco

Musicista, produtora de música e top DJ internacional, ela é dona hoje de uma das mais extraordinárias carreiras que uma artista ligada ao segmento da música eletrônica poderia alcançar. Seu talento excepcional vem de sua formação acadêmica brilhante: Bacharel em Comunicação Social/Publicidade e Propaganda, pós-graduada em Cinematography/Film nos EUA, teoria da música/piano clássico/Inst.Mus.C.Wesley e Produção de Áudio – AIMEC. Essa explosiva confluência de predicados certamente já seria suficiente para que a DJ ganhasse destaque, mas vai alem,

Cidadã do mundo, com o conhecimento de quem já morou em Sydney, Londres, Miami e Barcelona, sempre aprimorando seus estudos sobre áudio e vídeo, a jetsetter busca mergulhar na cultura de cada país que visita, além de preparar um set exclusivo para cada show, sempre sintonizada com a cidade, o club e o público para o qual irá se apresentar. Afinal,  ela  hipnotiza e cativa multidões através das suas produções melódicas que tornam cada apresentação marcante em sua trajetória de sucesso.

Dj Ilan Kriger

DJ de carreira atua  em outras áreas da música como:  Produção de eventos, promoção de eventos, gerenciamento de selos fonográficos e professor de Dj

“Ser Dj  não era algo que eu estava planejando desde os meus 12 anos,  até que  o DJ Leozinho que já era meu amigo na época, comentou que tinham poucos DJs na cidade e que ele acreditava que tinha espaço para mais Djs , a partir dai comprei um par de toca-disco com outro amigo que adora festas eletrônicas (Rafael Gadotti) e  começamos a praticar, depois de um ano fiz curso de DJ na Inglaterra e muito estudo em livros e com dicas de amigos eu comecei a tocar profissionalmente . Pouco tempo depois eu já estava tocando todos finais de semana e começando a criar as minhas próprias festas e músicas ” relembra Ilan

 DJ Edson B

As ondas do rádio trouxeram os primeiros contatos de Edson B com a música eletrônica, na década de 80, quando ele ainda morava em São Paulo. O passo seguinte, e natural, foi começar a tocar em festinhas de garagem para os amigos. Desse modo estreou no comando das pick-ups, em 1989. Três anos depois, um curso de DJ deu o pontapé na carreira profissional. Desde então, foi construindo uma carreira que o levou a várias pistas pelo país, nas quais dividiu o palco com grandes nomes nacionais e internacionais.

Seu estilo musical predominante é o Deep House e Tech-House, sempre procurando mostrar em seus sets muita alegria e animação de pista.

Em seus sets estão presentes produtores como: Amine Edge, Dzeta N Basile, Maceo Plex, Audiojack, Andre Crom, Maya Jane Coles, Nick Curly, Oliver Klein, Wildkats, Silicone Soul, Nima Gorji, Technasia, Solomum, Justin Martin, H.O.S.H, L.O.O.P, Funky Fat, Mr.Gil, HNQO, Fabo, Dake, entre outros.

Radicado em Curitiba desde 1996, Edson B contribuiu para a solidificação da cena local. Em 2001, dividiu seu tempo como DJ para, juntamente com DJ Nytro, realizar o Mix Movin Zine, o primeiro informativo mensal sobre a cena eletrônica de Curitiba.

Em Abril de 2002, foi o vice-campeão do segundo DJs Tournament de Curitiba, no club Mediterrânea onde participaram os 30 melhores DJs da cidade.

Foi apresentador do programa Techno Paradise, na rádio virtual (www.danceparadise.com.br) de Curitiba.

Apresentou também o programa Mix Movin, na primeira Web TV do Brasil (www.groovechannel.com.br)

Durante um ano foi residente do club A Loca, um dos principais clubes da cena eletrônica de SP.

Sua técnica e bom gosto musical o levaram a tocar em lugares como:

Lique (Ctba), Yankee (Ctba), Danghai Club (Ctba), Club Vibe (Ctba), Nite Club (Maringá), Virada Cultural (SP), Club A Lôca (SP), Lov.e (SP), Tribalbetch 2011 (Backstage Jagermeister / PR), Park Art (PR), Taj (Ctba), Café Curaçao (Guaratuba -PR), Café Confusão (SC), Disco Beats (Mandaguari-PR), Tass (Foz do Iguaçu-PR), Beats (Campo Largo-PR), Stereo Pub (Ctba), ente outros.

DJ Rodrigo Paciornik

Baterista e percussionista desde os 12 anos, esse curutibano inovou e  incorporou nas diversas categorias da música eletrônica a batida tribal de uma percussão.

A sincronia veio com o tempo e hoje alguns dos melhores DJs do Brasil e do mundo o consideram como uma terceira forma para mixar, pois suas batidas se incorporam na música com extrema naturalidade.

Seu currículo desde o lançamento do projeto “Live Percussion” é extenso. Constantemente convidado para se apresentar no exterior já é residente por duas vezes ao ano em Londres e em Frankfurt, ao lado do DJ Dag tocou para aproximadamente 30 mil pessoas no festival Time Warp em Frankfurt, confirmando residência anual no evento. Ainda na Alemanha tocou no club MTV. Na Inglaterra, tocou na virada do Milênio na conhecida festa Pendragon (Londres), além do club The Fridge. No Brasil se apresenta nos principais festivais de música eletrônica como Skol Beats, Cream (Curitiba), Axe Journey, entre outros.

É um dos três integrantes do show Life is a Loop.

DJ Tite

Tite Clausi iniciou a carreira de Dj após estar envolvido por mais de 10 anos em produção de festas eletrônicas. Conhecido em todo o Brasil pela sua famosa Festa à Fantasia (Festa do Tite) em Curitiba, que em 2018 completou 21 edições. Proprietário da empresa Clown Eventos em Curitiba.

Seu bom gosto musical, aliado à técnica e principalmente sua alegria ao tocar, vêm conquistando os lugares por onde passa.

Sua case sempre está repleta de novidades nas vertentes do house music (deep-house, house, tech-house e progressive house).

Apesar de pouco tempo de estrada, já vem acumulando gigs e dividindo a cabine com djs de peso como: Hoxton Whores, Joe T. Vannelli, Marco Carola, Gustavo Bravetti, Hernan Cerbello, Ned Shepard, Ricky Ryan, Jorge Jaramillo, Mau Mau, Mario Fischetti, João Lee, Ale Rauen, Fabrício Peçanha, Carlo Dall’anese, Re Dupre, Daniel Kuhnem, Tiko´s Groove,  entre outros.

DJ PLOC

No ano de 1998 foi quando tudo começou. Minutos antes do show dos Racionais Mc’s, casa lotada com mais de sete mil pessoas. O show de abertura era de David Black, o primeiro Mc a alcançar algum destaque em Curitiba e Ploc iniciava sua promissora carreira. Incentivado por David Black, Ploc começa a se informar e buscar os equipamentos necessários para ganhar mais espaço dentro da cena do Hip-hop curitibano. Logo começaram a chegar os primeiros convites para discotecar em clubes como Circus Bar e em festas e campeonatos promovidos pela marca Drop Dead, líder no mercado de skate curitibano na época. Nesta época faz seu primeiro registro audiofônico gravando e produzindo o CD de David Black.

Em um segundo momento junto com seus dois parceiros Dj Primo e Dj Antu inicia a primeira banca de Dj’s de Curitiba, nominada APP, onde unindo 3 pares de pick’ups faziam apresentações ao vivo e algumas produções. Ploc já era chamado para tocar em grandes festas semanais que aconteciam no Club 66 e no Memorial . No ano de 2000 comprovando seu aprimoramento técnico e reconhecimento recebe o Prêmio Fun (Caderno Gazeta do Povo) como- Melhor Artista de Hip-Hpo juntamente com David Black.

Em 2002 já estabelecido na cena local curitibana, buscando novos desafios, Ploc se muda para Florianópolis onde inicialmente começa a tocar com banda John Bala Jones nas maiores casas de shows de Floripa e em todo estado de Santa Catarina. Além deste projeto continua discotecando em Clubs como Hip-Hop Chic e X Club. Nesta fase gravou dois CDs: Vida de Luxo e Alma de Gigante com o John Bala Jones e participou de dois grandes festivais o Planeta Atlantida e o Ceará Music. Sempre a frente de seu tempo e aprimorando ao máximo suas técnicas Ploc é um estudioso de novos equipamentos e novas técnicas que auxiliem a elever sua performance.

Devido a tudo isso foi um dos precursores do uso do Final Scratch, equipamento que faz a interface entre computador e as pick up’s passando qualquer música de dentro do computador para os vinis e isto ocorreu em uma época em que a maioria dos Djs tinham preconceito contra esse tipo de equipamento. Hoje a grande maioria dos Djs do Brasil o utilizam em larga escala.

Em 2006 fez parte do coletivo *Nublu South de Nova York quando o mesmo esteve em Florianópolis. * Nublu South é um bar aonde músicos realizam Jam Sessions, idealizado e organizado por Iohan (Brazilian Grils-Norah jones).

Após dez anos de estrada Dj Ploc hoje é reconhecido como um dos melhores Djs de Hip-Hop do Brasil. Sua performance é marcada por muita técnica, irreverência e contato direto com o público.Se fossemos resumir Dj Ploc =Pista Cheia e Festa Animada. Ploc mostra toda sua experiência e técnica apurada tocando vários estilos de música como: Samba Rock, Reggae Roots, R&B,Eletro Raps, Rap Old School, Rap Nacional, Reggaeton, Rap Gringo, Trip Hop – (Hits on the Floor).

Post Anterior
Próximo Post

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

18 − 18 =